terça-feira, 14 de abril de 2009

Músicas que marcam.

Vi isso num blog e resolvi postar a minha. A idéia é listar 10 músicas que marcaram sua vida.

Como eu sou totalmente do contra, resolvi selecionar algumas bandas ou álbuns, não seria capaz de listar apenas músicas. Talvez a lista não tenha só 10 (depende da minha boa vontade, talvez faça uma continuação). Mas como sou eu que mando nessa porra, foda-se. Lembrando que não é exatamente um ranking e sim uma amostragem. Provavelmente os itens terão ligação entre si, ainda que só pra mim.

Começo com:
1- Raul Seixas.
Lembro das longas viagens em família, ouvindo aquela fita cassete com Raul no lado A e o segundo da lista no B. Adorava "Plunct Plact Zum!" ("Carimbador Maluco", pra quem é normal ehehe) e "Não quero mais andar na contra mão". Escuto Raul quase que diariamente até hoje, quase religiosamente, mas a mística daquela fita K7 é inexplicável.

2 - Camisa de Vênus.
Era um cd ("Quem é você?") roubado emprestado do meu tio. Sensacional. Impossível descrever Marcelo Nova. A primeira experiência marcou. Uma música que eu adorava era "Essa linda canção", que me abriu os olhos pra conhecer o próximo (era em parceria com eles).

3 - Raimundos.
Já escrevi aqui sobre eles e o cd que eu acho o maior da história do rock nacional. Simplesmente genial. Me marcou muito, logo que mudei de cidade pela primeira vez. Ficou intocável no meu discman por uns 6 meses. Quem estudou comigo sabe que isso era muito.

4 - Nenhum de Nós.
Outro companheiro de viagens. Toda vez que escuto me lembro daquela época, todo mundo junto indo pra BH passar o fim de semana. Quem vê de longe, acha loucura... 4 horas pra ir, 4 pra voltar (ou 6 em Valadares). Mas essas viagens eram sensacionais. "Eu caminhava e fingia que o tempo passava... Eu caminhava e fingiaaaaaa...".

5 - Barão Vermelho.
Barão pra mim é sem palavras. Tanto com Cazuza no vocal quanto com Frejat.

6 - Pato Fu.
Gostava de graça, sem conhecer muito. Numa dessas brincadeiras da vida, no ano passado, comecei a ouvir de novo. E fui procurando tudo a respeito. Desde os discos da Fernanda com o John, até o "Rotomusic de Liquidificapum" (sempre tenho que colar pra escrever direito o nome desse cd). Não é tão conhecida nacionalmente, ou não tem o crédito que merece, infelizmente.

7 - Queen.
Tinha algumas músicas favoritas quando criança. Mas comecei a gostar mesmo numa viagem que fiz pra casa da minha tia. Assisti o dia inteiro um dvd com clipes e shows do Queen. Gostei demais.

8 - Janis/Elvis/Joe Cocker/etc.
Me desculpem pela ousadia, mas não merecem um tópico exclusivo pra cada um. Talvez porque sempre ouvi eles juntos, num mesmo cd. Nenhum me marcou separadamente. Mas não poderiam ficar de fora.

9 - Titãs.
Quem conhece Titãs e não gosta, deveria escutar o cd "Domingo". Titãs com Arnaldo Antunes é foda. Os dois separados são duas merdas.

10 - Zé Ramalho.
Não precisa nem falar. "Chão de Giz" e "Mulher nova, bonita e carinhosa..." são duas das músicas que eu mais gosto. Como a maioria das outras, aprendi a ouvir com meus pais.


Convido meu confrade a fazer a lista dele.

4 comentários:

Marcio Coutinho disse...

em breve postarei a minha ;) heiauhiaeae gostei pra caralho da tua "set list" muita coisa em comum comigo!

abração meu veeelho!

André Maciel disse...

Meu Loco Live in Barcelona dos Ramones já toca sozinho de tanto que o escutei.

Adolfo disse...

Fazer uma lista dessas, como um simples top 10, é foda... Fica muita coisa de fora. Quando tiver saco faço uma continuação.

ana disse...

não fui convidada, mas xereto.
pra mim incluiria Aquarela, de Toquinho e algumas de beatles.
com certeza aquelas que falam sobre a relação de pais e filhos, como Father e Son [fiona apple]; o filho que eu quero ter [chico buarque]; beaultiful boy [lennon]. além de I Believe In You [bob dylan] e The Scientist [coldplay];

agora pergunta: quem perguntou, aninha?
HAHA.
;**